ANCINE apresentou mercado brasileiro de cinema para investidores estrangeiros na CinemaCon em Las Vegas

O diretor-presidente da ANCINE Christian de Castro participou na última segunda-feira (23) da CinemaCon 2018, oitava edição do evento que é considerado a maior e mais importante convenção internacional do mercado de exibição cinematográfica. Em palestra na manhã da programação do chamado Dia Internacional do evento, o diretor-presidente fez uma apresentação na qual explicou o papel da Agência no crescimento continuado do mercado brasileiro de cinema e falou sobre os planos de sua gestão para os próximos anos.

“O cinema brasileiro tem apresentado um grande crescimento nos últimos 20 anos e tudo indica que continuaremos neste ritmo acelerado”, afirmou Christian, que chamou atenção para a recuperação do parque exibidor no país, que após um momento de grave crise nos anos 1990 voltou a superar o número de 3.000 salas, patamar que possuía na década de 1970. Essa expansão do circuito se deu por conta das diversas políticas para o audiovisual, com destaque para as linhas de financiamento do FSA e para o RECINE – Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica, que desonera os tributos para as operações de aquisição no mercado interno ou de importação voltadas à implantação ou a modernização de salas de cinema.

Segundo Christian, apesar de números a serem celebrados, ainda há um grande trabalho a ser feito, já que menos de 10% dos municípios brasileiros contam hoje com salas de cinema. O dado demonstra uma demanda reprimida, sinalizando forte potencial de crescimento e consequentemente um bom cenário de oportunidade para investimentos.

Ele reafirmou alguns dos objetivos de sua gestão, como o foco na simplificação dos procedimentos para consequentemente reduzir a carga burocrática da ANCINE, proporcionando segurança jurídica e possibilitando assim um ambiente mais propício para a atração de investimentos privados no setor.

Categorias: Mercado.