Comitê Gestor do FSA decide alterar linhas de fluxo contínuo

Na reunião do Comitê Gestor do FSA da última sexta-feira (26), presidida pelo ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, ficou decidida uma série de mudanças nas linhas de fluxo contínuo. O encontro contou com a presença do diretor-presidente da ANCINE, Christian de Castro, e do diretor da entidade, Alex Braga, além dos membros do Comitê.

As chamadas públicas PRODECINE 02 e PRODECINE 04 estão com suas inscrições e análises de projetos encerradas para os proponentes do Rio de Janeiro e de São Paulo. O montante de 60% do total dos recursos para esses estados foi totalmente utilizado. Para os proponentes das demais regiões, as inscrições seguem abertas.

A linha PRODAV 01 também está com suas inscrições encerradas. O Comitê Gestor do FSA autorizou a suplementação de R$ 60 milhões do Fundo para atender aos projetos já inscritos nesta linha.

No início de março de 2018 será divulgada uma nova modalidade para as linhas de fluxo contínuo automático que irá agilizar os processos.

Todos os produtores terão que atualizar os registros de suas obras e a classificação de nível de suas empresas na Superintendência de Registro da ANCINE. A atualização será fundamental para participar das novas decisões de investimento na modalidade automática.

Categorias: Institucional