Crescimento sustentável depende de melhoria na gestão e no modelo de negócios das produtoras

O RioContentMarket reuniu Erick Krulikowski, coordenador geral de pesquisas da fundação Dom Cabral, André Spinola, gerente nacional de comércio e serviços do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e Paulo Roberto Schmidt, sócio e produtor da Academia de Filmes, e presidente da APRO (Associação Brasileira de Produção de Obras Audiovisuais) para apresentar e refletir sobre uma pesquisa que releva o panorama do mercado audiovisual  brasileiro.

Entre as conclusões, Krulikowski afirmou que o mercado cresceu nos últimos anos e continua promissor em todos os sentidos e segmentos da produção audiovisual, inclusive em relação à indústria internacional. As produtoras, contudo, não desfrutam de uma gestão eficiente, que sustente o crescimento contínuo no longo prazo. Na visão do presidente da APRO, essa situação abre uma janela de oportunidades. “Existe uma necessidade de capacitar e fortalecer as empresas para ultrapassarem o patamar do mercado atual”, reforçou Schmidt.

Para André Spinola, o Sebrae não identifica nenhum outro setor com tanto potencial como o do audiovisual no mercado de produtos e serviços, e afirmou que o tripé melhor preço, serviço e prazo também determina a competitividade das empresas no mercado. “A inovação na entrega desses elementos é fundamental na disputa com a concorrência e no crescimento sustentável das produtoras”.

Durante a conversa, os executivos lembraram que o Sebrae oferece diversas ferramentas para ajudar os líderes na melhoria da gestão, e a Ancine (Agência Nacional do Cinema) tem dedicado parte dos seus investimentos no audiovisual para iniciativas que aprimorem a gestão dos negócios. A pesquisa nas versões completa e resumida está disponível no site www.objetivaaudiovisual.com.br e www.sebrae.com.br

Categorias: Eventos Notícias Riocontentmarket.

Notícias relacionadas