Representantes Estaduais

O estatuto atual da Brasil Audiovisual Independente (BRAVI) prevê as representações regionais como organismos complementares ao Conselho Federal, com o objetivo de auxiliar nas articulações locais para ampliar programas de capacitação, demandas regionais, entre outros.  A novidade privilegia os estados onde a BRAVI têm o maior número de associados, com exceção de São Paulo e Rio de Janeiro, sendo uma forma de dar voz a outras regiões do País.

 

Perfil dos representantes

Aline-Muxfeldt-da-Silva-Belli2Aline Muxfeld da Silva Belli – Beli Studio
Representante de Santa Catarina

Sócia da Belli Studio desde 1999 trabalhou como atendimento de agências de publicidade de Santa Catarina, enquanto dava apoio à área de desenvolvimento de livros infantis e curtas em animação. Em 2010 assumiu a gerência de novos projetos da empresa, passando a estudar e participar do mercado internacional de animação. É responsável pelos contatos com produtoras brasileiras para trazer animações de séries para a Belli Studio, tais como Peixonauta (TV Pinguim), Meu Amigãozão (2DLab) e Terra Prometida (Conspiração Filmes), além da produção executiva da série Urso Bi-Polar da própria Belli Studio (2014/2016). Graduada em Relações Públicas e Publicidade e Propaganda (FURB/UNIVALI/UNIASSELVI) e pós-graduada em Gerenciamento de Marketing (FURB/INPG), trabalhou na Pró-Reitoria de Pesquisas e Pós-Graduação/FURB por cinco anos e na FurbTV da Universidade Regional de Blumenau (FURB) por mais três anos. Lá dirigiu e produziu o programa Universo Pesquisa (FurbTV/Rede Brasil).

 

Leo-Sassen2Beto Rodrigues – Panda Filmes
Representante do Rio Grande do Sul

Beto Rodrigues (Luiz Alberto Rodrigues) é graduado em História e pós-graduado em Produção Audiovisual pela Universidade Complutense de Madri. É sócio-diretor da Panda Filmes, produtora e distribuidora audiovisual brasileira. Atua como roteirista, produtor e diretor. Atuou na realização de 17 longas-metragens e cinco séries para TV. Trabalhos mais recentes como produtor estão os longas: Comboio de Sal e Açúcar (2016) co-produção com Portugal e França; Em 97 Era Assim (2015/2016) ficção adolescente; Central (2015/2016) documentário; La Tierra Roja (2015/2016) co-produção com Argentina e Bélgica; Oxigênio (2014/2016) micro-série com a RBS-TV e longa-metragem; A Oeste do Fim do Mundo (2013/2014) co-produção com a Argentina. Dirigiu quatro documentários: Rua da Praia Quem Te Viu Quem TV; Histórias no Bom Fim; Outros Carnavais; Amigo Lupi e o curta de ficção Rolex de Ouro. Foi produtor e line producer de vários especiais para TV e séries, como Segredo, com 60 capítulos para a RTP de Portugal.

 

Breno-Nogueira2Carlos Ribas – Companhia de Imagens e Sons
Representante de Minas Gerais

Mineiro de Curvelo, há mais de 20 vinte anos começou sua trajetória como produtor artístico em um programa de auditório na TV Alterosa/SBT de Minas. De lá pra cá, nunca mais parou de produzir e dirigir para as mais variadas telas. Em 2000, fundou a Companhia de Imagens e Sons – CISUP Ltda, hoje uma das mais experientes produtoras independentes do Brasil com mais de mil horas de exibição em TV aberta. Ribas produziu e dirigiu a maioria delas. Programas como a “Viação Cipó”, no ar desde 2003 pela TV Alterosa/SBT, é um dos grandes cases de coprodução regional do país. Atualmente é diretor,roteirista e produtor executivo de vários projetos para TV e Cinema com algumas coproduções internacionais como o “Express Caipirinha”. É membro da diretoria do Sindicato da Indústria do Audiovisual de Minas Gerais – SINDAV e do Conselho Estadual de Cultura do Estado de Minas Gerais – CONSEC, além de ser um dos fundadores do FÓRUM MINEIRO DO AUDIOVISUAL. É membro do colegiado no segmento “Exibição”.

 

 Chico-Ribeiro2Ulisses Brandão – Viu Cine
Representante de Pernambuco

Jornalista pela Universidade Católica de Pernambuco, pós-graduado em Ciência Política pela Unicap, cineasta pela Faculdade Barros Melo (Aeso) e roteirsta pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Na atuação profissional, trabalhou como repórter na Folha de Pernambuco e como editor de texto na TV Jornal, afiliada do SBT no Recife. Atualmente, é diretor na produtora Viu Cine, onde desenvolve animações e documentários para TV e Web. Na produção audiovisual, trabalhou em alguns projetos premiados, como os documentários “Batinas tintas de Sangue: o crime do Padre Hosana” (2005) e “Gonzagão” (2011), vencedores do Prêmio Cristina Tavares de Jornalismo, e o especial Web “Além da Copa” (2014), hospedado no UOL, premiado no Tim Lopes de Jornalismo Investigativo. Na área de animação, roteirizou e produziu a série “A Turma do Zé Alegria”, contemplada no Funcultura de Pernambuco. Atualmente, produz as séries de TV animada “Além da Lenda” e “Iuri Udi”.

 

 Sylvia-Abreu2Vânia Lima – Têmdendê Produções
Representante da Bahia

Diretora graduada pela Universidade Federal da Bahia, possui experiência na idealização, roteirização e direção de projetos autorais que buscam reconhecer as identidades e culturas de povos brasileiros. Em sua trajetória no audiovisual, apresenta a cultura e identidade da região nordeste, através de um novo olhar. Em 2011, criou sua primeira grande experiência no audiovisual, com o programa Bahia de Todos os Cantos, que tem o objetivo de mostrar a Bahia para os baianos através de um olhar global. Foi destaque como case de sucesso de conteúdos regionais no Rio Content Market de 2015. Por entender as demandas do setor, em 2018 apresenta novo case no mercado audiovisual de produção independente, ao criar produtos que tenham conteúdo qualificado e atendam a audiência. Um resultado que corresponde aos hábitos e desejos dos telespectadores das TV’s exibidoras.

 

 Wolney Oliveira – Bucanero Filmes
Representante do Ceará

Atua politicamente no audiovisual brasileiro desde 1992, quando retornou de Havana (Cuba), após concluir a Escola Internacional de Cinema e Televisão de San Antonio de los Baños. Foi o primeiro presidente da Associação Cearense de Cinema e Vídeo (ACCV-ABD-CE). Em 1993 assumiu a direção da Casa Amarela Eusélio Oliveira, departamento de Cinema e Vídeo da Universidade Federal do Ceará, que atua na formação de mão de obra qualificada para o audiovisual cearense. Em junho de 2006, a Fundação do Novo Cinema Latino-americano de Cuba, presidida então por Gabriel García Márquez, convidou-o a ser membro do Conselho Superior da FNCL. A Bucanero Filmes, por sua vez, realiza desde 1995 o Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema que completa 25 anos em junho de 2015 e foca no desenvolvimento das políticas públicas para o audiovisual nordestino.